Aquele momento em que você precisa arejar um pouco...

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

BRASILEIROS PREFEREM FAST FOOD?...


Recentemente foi divulgado o resultado de uma pesquisa da Shopper Experience sobre os hábitos dos consumidores do país em relação ao serviço de alimentação.

Segundo eles, cerca de 74% dos brasileiros afirmam que preferem ir a fast foods ao invés dos restaurantes tradicionais.

Não sei não...

Essa pesquisa me lembrou de uma outra "pesquisa" que a Mercedes, fabricante de veículos, supostamente fez aqui no Brasil antes de lançar o famigerado Classe A, carro que agora, retrospectivamente, todo professor de curso de marketing gosta de criticar.

A empresa despachou o engenheiro Hans pra cá e mandou que ficasse sobre o Viaduto do Chá anotando num caderninho os carros que passavam embaixo. E a cada carro que passava, Hans anotava:

- Carrinha pequena... Carrinha pequena... Carrinha média... Carrinha pequena... Carrinha pequena...

Em pouco tempo o engenheiro Hans enviou sua pesquisa e conclusão à matriz na Alemanha: "Brasileirro gostar carrinha pequena...".

Pronto! A mundialmente famosa marca de automóveis pôs-se a fabricar o tal Classe A.
Viram no que deu?!...

Ninguém contou ao Hans que brrasileirro não gosta de carrinha pequena não, mas é o que dá pra comprar com o que a maioria ganha por aqui (quando dá) versus os preços absurdos de nossos carros.

O mesmo vale para fast foods versus restaurantes. Tenho colegas que recebem vale-refeição em torno de R$11,50 a R$19,00. Com isso, realmente...

Por isso, cuidado com as pesquisas e mais cuidado ainda com as interpretações tendenciosas, equivocadas ou, até mesmo, ingênuas.



Um comentário:

Anônimo disse...

na verdade esse comentário nada tem a ver com esse blog, peço antes de tudo, desculpas pela invasao ou por talvez tocar em um assunto que voce nao queira. mas, deixei um comentário no seu ultimo post no outro blog, mas depois de ler alguns textos nao pude deixar de perceber que voce usa esse daqui e resolvi tentar por aqui.
meu comentario foi o seguinte:

vou comentar como anonimo, mas na esperança de conseguir uma resposta e me identificar. fico feliz, pelo o que percebi nesse post, que esteja seguindo em frente e superando essa doença. saber que alguem esta conseguindo me enche de esperanças! mas, na verdade, nao sou eu quem sofre de depressao, descobri que meu namorado tem essa doença ja algum tempo e toma medicaçao. depois de saber disso, tudo passou a fazer sentido, comentarios pessimistas, atitudes e etc. marquei consulta com um psiquiatra e estou lendo e pesquisando muito, na tentativa de ajuda-lo. mas, acredito que uma pessoa que tenha passado por isso verdadeiramente possa ajudar e falar com mais propriedade. estou completamente perdida, o amo muito e quero ajuda-lo, mas me sinto atada. por isso, se possivel, queria trocar algum email com voce, caso voce me responda, mando o meu contato. desejava apenas, alguns conselhos, os mais importantes, algo que nao posso fazer, nem devo comentar nunca, nada que tome muito o seu tempo. desde ja, agradeço!

mais uma vez, desculpas e obrigada!