Aquele momento em que você precisa arejar um pouco...

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

LIBERDADE RELIGIOSA




"...A vida é dura para
quem tem cérebro.
Tenho inveja dos animais
e das crianças retardadas".
Dr. House





Sou a favor da liberdade religiosa. 100%. Podem ver pelos posts anteriores.

Mas também tenho meus direitos, certo? Direito de, por exemplo, levar meus cachorros passear em praça pública de manhã cedinho, quase madrugada, sem ter de ver duas galinhas mortas, com os peitos abertos, ensanguentados, com ovos (cozidos?) enfiados neles e circundadas por garrafas de pinga e velas.

As praças públicas tem de ser território neutro, laicas. Não podem ser espaços para aberrações.

Alguém realmente acredita que algo vai mudar se matarem duas galinhas?



E vocês, católicos e evangélicos, não fiquem assanhados. Que religiões são essas cujo símbolo máximo é um homem seminu, esfolado, esquartejado, ensanguentado e preso num instrumento de tortura?

3 comentários:

CrazyAngel disse...

Perfeito !!!!!!!!!!!!!
Também respeito crenças e religiões de todos, mas certos exageros devem ser combatidos, questionados, enfim...
Sabe, não tenho religião definida, e prefiro sempre dizer que tenho a minha fé e a minha crença, estas baseadas na natureza, no universo e em uma energia que é responsável por tudo isso.
Mas mudando de assunto, tem uma indicação para você lá no meu blog...e boa sorte no Concurso também! Beijo...

Nessa disse...

sei lá, eles acreditam (nas galinhas). têm seu direito de acreditar nisso (o que é bem diferente de matar e "expor" as galinhas, tá?).

mas o que eu não concordo MESMO é com a questão de matarem esses bichos.

não matando ou machucando bichos ou gente, que acreditem no que quiserem, como quiserem, desde que não interfiram na liberdade de ninguém.

robertobech disse...

Podia ser pior, eles podiam usar galinhas crucificadas como símbolo...