Aquele momento em que você precisa arejar um pouco...

sábado, 15 de agosto de 2009

GREAT MINDS THINK ALIKE COISA NENHUMA


Você já deve ter ouvido a frase "great minds think alike". Ela é usada, apesar de algumas informações equivocadas por aí, para expressar superioridade intelectual entre pessoas que pensam de maneira semelhante.

Numa peça de comunicação da Ermenegildo Zegna (que pai é esse que põe um nome desses numa criança?...), três homens bem apessoados usam ternos da marca e lêem o Financial Times.

O cartaz tenta passar a idéia de que são executivos de sucesso e que tem bom gosto para roupas.

Já ouvi essa frase em filmes também, numa situação em que alguém tem uma idéia genial para ganhar muito dinheiro e seu interlocutor, pensando semelhante, adiciona alguns toques nessa tal idéia e o primeiro termina a cena com a tal "great minds...".


Ok, eu sou chato mesmo, mas me parece haver um equívoco nessa frase ou na idéia que as pessoas acham que ela passa. Explico: se grandes mentes pensam parecido, teremos pessoas inteligentes (great minds) tendo nenhuma ou então poucas idéias originais, pois eles "think alike".


Mas como pensar igual, mesmo que seja entre os brilhantes, o fará "fazer a diferença", algo tão valorizado em qualquer área?


Ou seja, mentes que pensam semelhantemente tem um "quê" de espírito de manada, aquele bando que se veste parecido, corta cabelo parecido, usa pulôver cor pastel sobre os ombros de modo parecido,lê as mesmas coisas, conta as mesmas piadas, assiste as mesmas coisas na TV, tem as mesmas opiniões sobre diversos assuntos e tiram conclusões semelhantes, por exemplo, sobre uma peça teatral de Gerald Thomas.


Indo ao extremo nesse raciocínio teremos uma outra frase: "fools never differ" (tolos nunca divergem).


São as grandes mentes, os grandes cérebros (não, não os "cabeção" como há em toda turma, entenda) os que pensaram diferente da grande maioria que fizeram a História. Todo o resto apenas os seguiu ou, pior, resistiu a eles.


Copérnico pensou diferente, muito diferente de todos e mudou o modo como vemos o Universo.

Darwin voou longe das mentes medianas, as que pensavam semelhantemente, e criou a Teoria da Evolução. Você pode não acreditar nela, mas essa idéia mudou o curso da História também.

Antes que algum engraçadinho lembre, Hitler também teve uns delírios
diferentes do resto do mundo... Bem, grandes mentes às vezes tomam rumos estranhos.

Einstein, Martin Luther King, Philip Kotler, Mahatma Ghandi, Gautama Buda, Jesus Cristo... Todos eles pensavam muito diferente de seus semelhantes às suas épocas.


Portanto, quando alguém lhe fizer um elogio dizendo que "great minds think alike", lembre-se de que "fools never differ". Talvez a pessoa seja mesmo brilhante e tenha apenas encontrado uma maneira elegante de lhe dizer que você é um maria-vai-com-as-outras.

3 comentários:

Adriana Gomes disse...

Luiz, adoro seu jeito diferente de pensar. Acredito que deva ser assim que as pessoas podem contribuir para mundanças. Quebrar paradigmas é uma coisa dfícil a bessa de se fazer e para alguns até para se falar. Faço um convete para vc, ingressei no Twitter com o objetivo de lançar alguns comentários para tirar as pessoas do lugar comum. Me visite. @Vidaecarreira
https://twitter.com/home
será um przer te encontrar por lá!

Anônimo disse...

A-d-o-r-e-i.....
vc, como sempre, surpreendente.
saudades amigo. espero que esteja bem.
abraços,
Nat

Rodrigo Azambuja disse...

If all think alike no one thinks very much.