Aquele momento em que você precisa arejar um pouco...

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

NATAL, TEMPO DE PAZ, AMOR E HIPOCRISIA...

Estão todos lá, gordos porém elegantes em seus ternos bem cortados, suas mulheres cuidando das crianças que correm pela sala, as tias trazendo os pratos para a ceia, os tios contando lorotas sobre seus passados, as vovós e vovôs dormindo nas cadeiras nos cantos e as famosas canções natalinas preenchendo o ambiente alegre e festivo.

Todos se abraçam, desejam os mais elevados sentimentos de paz, amor, saúde e felicidade uns aos outros.

Imagine essa festa natalina numa “famiglia” de mafiosos.

Não há como negar: são criminosos. Pessoalmente talvez nunca tenham matado alguém, jamais empunharam uma arma ou sequer um canivete. Mas foram mandantes de diversos crimes. Seu dinheiro comprou fidelidade e obediência às suas ordens de assassinatos, seqüestros, roubos...

Sobre aqueles sorrisos e sinceros desejos de paz e felicidade pairam cadáveres.
Sobre você também.

Sim, sei, você não é mafioso, claro, mas sobre sua mesa também jazem cadáveres. Pedaços deles.

São perus, lombos, tenders, patos, cabritos, leitões e outros animais mortos sob seu comando. Não se engane: no caso deles, você é o Chefão que não põe a mão na arma, mas paga para matar.

Paga ao açougueiro, que paga ao frigorífico, que paga à fazenda, que paga ao funcionário para enfiar um facão no pescoço de uma vaca, eletrocutar um porco, degolar um peru.

Em sua feliz festa natalina, na efusão de desejos de paz e felicidade, sob seu comando animais tiveram vidas miseráveis, foram transportados em péssimas condições, muitos morreram no caminho, foram levados aos abatedouros, torturados, esfolados, escalpelados e retalhados com muita dor e desespero num banho de sangue.
Mas nada disso você vê sobre sua imaculada toalha branca. Eles foram prévia e convenientemente transformados naquele naco de carne sobre sua mesa decorada com motivos natalinos.

Como desejar a paz enquanto se financia o inferno? Como sonhar com felicidade quando se estimula o sofrimento? Como falar sobre boa saúde quando se é responsável por tantas mortes?

Finja o quanto quiser, negue o quanto puder. Engane a si mesmo.

E assim, com sorriso nos lábios, deseje feliz natal a todos.


Para saber um pouco da verdade por trás de um peru de natal, leia:
http://www.vegetarianismo.com.br/sitio/index.php?option=com_content&task=view&id=1960&Itemid=144

3 comentários:

Anônimo disse...

Pelo lado vegetáriano,você tem razão,porém pela ordem natural da cadeia alimentar,o que seria do planeta se não fosse nós os carnívoros,o ecosistema estaria comprometido,porque seria superpovoado por diversos animais e não é nossa culpa se Deus fez o planeta assim onde o sacrifício de um é sustento de outros.

tHe HeAdSHakEr disse...

Obrigado pela mensagem em meu blog. Com ela percebo que as pessoas sabem MENOS do que eu imagino.

Nós NÃO somos carnívoros, somos ONÍ VOROS (procure no Google o que isso significa). Carnívoros tem presas grandes e sistema digestivo diferenciado.

A tal ordem natural a que você se refere nós já a deturpamos há muito tempo. Se você fosse respeitar essa ordem natural, deveria sair de sua casa pela manhã e ir caçar seu almoço à unha (sem armas, pois armas não são "naturais"), ao invés de ir a um supermercado ou açougue já comprar um bife prontinho. Animais - os que seguem a tal ordem natural - não frequentam supermercados e açougues...

A suposta superpovoação de animais é culpa nossa: nós criamos bovinos, suínos e aves em excesso para nosso próprio consumo. Se soltos na Natureza, o equilíbrio natural - a tal ordem a que vc mesmo se refere - se encarregaria de equilibrar as coisas.

E, para finalizar, a desculpa preferida dos covardes e preguiçosos: culpar Deus pelas nossas escolhas... Sem comentário.

Anônimo disse...

Oiii amigo dos animais, é com muita alegria q venho postar um comentário. graças a Deus despertei a um mês atrás,ao ver um vidio na internet sobre a cachorrinha morta, e dpois fui clicando e apareceu o vidio de abatimento de animais! tomei um choque terrivel, tive uma crise de choro compulsiva e até agora guando me lembro me dá um desespero.apartir dai por amor aos animais resolvi não comer nem um tipo de carne. eu era fã do mc donalds e agora fiquei meia sem chão, mas conciênte de tudo!... nas férias agora de 2012, fui pra praia com a familia e tive de injambrar os lanches fora de casa, pedia x e tirava a carne deixava só a salada kkkkk muito interessante! já voltei e tô firme na minha desisão até pq se trata de seres da natureza.espero q um dia os animais deixem de ser abatidos q tristeza isso...mas os outros estão dormindo como eu dormia, eles não tem conciência...espero q despertem desse soninho profundo, q Deus os ilumine...te adoro! bjus no coraçãooooo...